RSS
email

CONTRA-CAPA: O Medo do Buraco-Negro no LHC



em tudo há coisas boas e coisas menos boas… ou até más. Nesta rubrica costumo colocar exemplos conspiratórios e sem muito fundamento (até engraçados) sobre factos científicos colocados na rubrica CAPA. Ora hoje é o blog Hora Cósmica . Vamos ver o que escreve sobre o LHC.
Começa com um testemunho importante. De quem? Ninguém sabe, só se sabe que é importante:

“Trabalhei, durante mais de 15 anos, no CERN, Laboratório Europeu de Física das Partículas, que se situa a Norte de Meyrin, na Suíça. Tomei parte na elaboração do projecto LHC, Large Hadron Collider (Grande Acelerador de Hadrões), um acelerador de partículas para o estudo da matéria e da antimatéria, que permitiria desmontar certas teorias relativas à física das partículas.”

Bem, parece-me estranho alguém de tão entendido não dar o nome e dizer que o LHC serve “para o estudo da matéria e da antimatéria”, ou seja, para o estudo de tudo. Parece-me que seria alguém a fazer-se passar por um trabalhador do CERN, parece-me.

Explica ainda que em 2008 o LHC funcionou e bem. Até teve resultados expectaculares! Então como se explica isto?

Mais à frente refere que “em consequência das nossas descobertas” que não diz quais, “algumas organizações ultra secretas” repito, que não diz quais. Agora atenção, simpatizantes de Hollywood: Estas organizações super-hiper-ultra-mega secretas apoderaram-se “do LHC para o utilizarem indevidamente para certas manipulações interditas” que (adivinhem) não diz quais. Os investgadores bonzinhos descobriram “sem o saber, um gravíssimo segredo de Estado”. Caramba pah, e que segredo é esse?
Agora, atenção para uma informação altamente credível, lógica e possível: As ditas organizações “conseguiram dilatar uma massa até obterem um buraco negro super pequeno conseguindo obter (…) E então viram o futuro!” Sim! Um físico de partículas a dizer que dilataram uma massa, o que quer que isso queira dizer para formar um buraco negro. E mais, um físico de partículas contraria a Relatividade Geral dizendo que o tempo saltou para o futuro. Meus amigos, em primeiro lugar, nada disto é verdade porque se o acesso ao LHC teria sido vedado para experiências ultra-mega-espantosamente secretas por uns bandidos de umas organizações ultra-mega-espantosamente secretas, então como é que raio o físico viu aquilo tudo? Para não falar dos erros científicos.

A seguir segue o blah blah, aquela parte em que se inventa à descarada o que se viu atravéz do “espelho meu, espelho meu, o que vai acontecer no futuro”. O futuro, obviamente será desastroso e ultra moderno e toda a gente morre menos os ricalhaços. Então como prevenir? A resposta vem a seguir:

“Era preciso alterar a genética de toda a Humanidade, em menos de um ano. Para tal, a melhor solução que se apresentou foi a injecção de plasmídeos.”

E segue a explicação de plasmídeo: “‘Plasmídeo’ é a designação dada a uma molécula ADN divergente dos cromossomas do ADN que consegue auto reproduzir-se.” Metade de uma explicação estapafúrdia misturada com informação verdadeira. Nada melhor!

“foi possível apresentar a injecção do plasmídeo, com toda a transparência, ‘mascarado’ de vacina.”
Aqui, pela primeira vez, assisto a algo espectacular: A ponte entre duas teorias da conspiração. Isto é fenomenal! A vacina não tem vírus, tem plasmídeos. Não sei como é que as pessoas ficaram curadas, como é que as duas soluções componentes da vacina continuam a dar a cor branca, os testes de laboratório continuam a dar resultados de anticorpos de Gripe, etc. A ciência está errada para fazer valer ideias falsas? Humm, não me parece.

Segue afirmando que “as mortes atribuídas à Gripe A não passam de manipulação.” Ora então vamos ver de que é que morreram as pobres pessoas: “O resultado de todas as autópsias indica que a maioria das pessoas morreu com uma doença grave, com uma febre muito alta” Ah! Não, se as pessoas tiveram sintomas de febre alta então não é gripe.

“É deste modo que se consegue administrar a injecção de plasmídeos, que se destina a interromper a evolução do Homem.” Só uma pergunta: então como é isso possível? Quando leio artigos a sério todas as perguntas são respondidas. Nestes casos Apenas há perguntas e não há qualquer resposta. As pessoas ligadas a estas conspirações fartam-se de fazer perguntas sobre o que já foi respondido e provado, porque não acreditam. Contudo acreditam em estórias destas sem pestanejar.

Bookmark and Share

1 comentários:

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

31/03/2010

CONTRA-CAPA: O Medo do Buraco-Negro no LHC



em tudo há coisas boas e coisas menos boas… ou até más. Nesta rubrica costumo colocar exemplos conspiratórios e sem muito fundamento (até engraçados) sobre factos científicos colocados na rubrica CAPA. Ora hoje é o blog Hora Cósmica . Vamos ver o que escreve sobre o LHC.
Começa com um testemunho importante. De quem? Ninguém sabe, só se sabe que é importante:

“Trabalhei, durante mais de 15 anos, no CERN, Laboratório Europeu de Física das Partículas, que se situa a Norte de Meyrin, na Suíça. Tomei parte na elaboração do projecto LHC, Large Hadron Collider (Grande Acelerador de Hadrões), um acelerador de partículas para o estudo da matéria e da antimatéria, que permitiria desmontar certas teorias relativas à física das partículas.”

Bem, parece-me estranho alguém de tão entendido não dar o nome e dizer que o LHC serve “para o estudo da matéria e da antimatéria”, ou seja, para o estudo de tudo. Parece-me que seria alguém a fazer-se passar por um trabalhador do CERN, parece-me.

Explica ainda que em 2008 o LHC funcionou e bem. Até teve resultados expectaculares! Então como se explica isto?

Mais à frente refere que “em consequência das nossas descobertas” que não diz quais, “algumas organizações ultra secretas” repito, que não diz quais. Agora atenção, simpatizantes de Hollywood: Estas organizações super-hiper-ultra-mega secretas apoderaram-se “do LHC para o utilizarem indevidamente para certas manipulações interditas” que (adivinhem) não diz quais. Os investgadores bonzinhos descobriram “sem o saber, um gravíssimo segredo de Estado”. Caramba pah, e que segredo é esse?
Agora, atenção para uma informação altamente credível, lógica e possível: As ditas organizações “conseguiram dilatar uma massa até obterem um buraco negro super pequeno conseguindo obter (…) E então viram o futuro!” Sim! Um físico de partículas a dizer que dilataram uma massa, o que quer que isso queira dizer para formar um buraco negro. E mais, um físico de partículas contraria a Relatividade Geral dizendo que o tempo saltou para o futuro. Meus amigos, em primeiro lugar, nada disto é verdade porque se o acesso ao LHC teria sido vedado para experiências ultra-mega-espantosamente secretas por uns bandidos de umas organizações ultra-mega-espantosamente secretas, então como é que raio o físico viu aquilo tudo? Para não falar dos erros científicos.

A seguir segue o blah blah, aquela parte em que se inventa à descarada o que se viu atravéz do “espelho meu, espelho meu, o que vai acontecer no futuro”. O futuro, obviamente será desastroso e ultra moderno e toda a gente morre menos os ricalhaços. Então como prevenir? A resposta vem a seguir:

“Era preciso alterar a genética de toda a Humanidade, em menos de um ano. Para tal, a melhor solução que se apresentou foi a injecção de plasmídeos.”

E segue a explicação de plasmídeo: “‘Plasmídeo’ é a designação dada a uma molécula ADN divergente dos cromossomas do ADN que consegue auto reproduzir-se.” Metade de uma explicação estapafúrdia misturada com informação verdadeira. Nada melhor!

“foi possível apresentar a injecção do plasmídeo, com toda a transparência, ‘mascarado’ de vacina.”
Aqui, pela primeira vez, assisto a algo espectacular: A ponte entre duas teorias da conspiração. Isto é fenomenal! A vacina não tem vírus, tem plasmídeos. Não sei como é que as pessoas ficaram curadas, como é que as duas soluções componentes da vacina continuam a dar a cor branca, os testes de laboratório continuam a dar resultados de anticorpos de Gripe, etc. A ciência está errada para fazer valer ideias falsas? Humm, não me parece.

Segue afirmando que “as mortes atribuídas à Gripe A não passam de manipulação.” Ora então vamos ver de que é que morreram as pobres pessoas: “O resultado de todas as autópsias indica que a maioria das pessoas morreu com uma doença grave, com uma febre muito alta” Ah! Não, se as pessoas tiveram sintomas de febre alta então não é gripe.

“É deste modo que se consegue administrar a injecção de plasmídeos, que se destina a interromper a evolução do Homem.” Só uma pergunta: então como é isso possível? Quando leio artigos a sério todas as perguntas são respondidas. Nestes casos Apenas há perguntas e não há qualquer resposta. As pessoas ligadas a estas conspirações fartam-se de fazer perguntas sobre o que já foi respondido e provado, porque não acreditam. Contudo acreditam em estórias destas sem pestanejar.

1 comentários:

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin