RSS
email

O Frágil Tripé da Agricultura Tradicional

Para que a lavoura tenha o máximo sucesso, deve ser protegida das pragas por meio de insecticidas e das “ervas daninhas” por meio de herbicidas. Máquinas, sustâncias químicas e sementes seleccionadas geraram, a partir dos anos 50, colheitas cada vez maiores, mas este tripé é frágil: as máquinas pesadas compactam o solo, não deixando a água infiltrar e também prejudicam a evolução do sistema radicular das plantas; criaturas como vírus, bactérias, fungos, insectos e plantas “aprendem” a conviver com agroquímicos, exigindo, deste modo, o lançamento de novos produtos pela indústria, o que forma um círculo vicioso. Os agroquímicos contêm gases de efeito estufa e o maior numero de utilizações destes agroprodutos produz maiores concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera.

O perigo dos agroquímicos não é só o lançamento de gases de efeito estufa, também é a saúde das pessoas e animais. Um praguicida – o DDT –chegou ¬a provocar cancro, efeitos teratogénicos e tóxicos a muitas pessoas e animais além de também poluir cursos de água e o solo, embora tenha sido usado com êxito contra os vectores da malária e encefalite em algumas áreas do Hemisfério Sul. O DDT e outros pesticidas organoclorados foram já banidos.

O glifosfato, um herbicida de baixa toxicidade, mata uma grande variedade de plantas com um impacto ambiental reduzido. Uma das variedades é a soja. Para impedir que a soja fosse danificada, pesquisadores criaram por engenharia genética uma variedade resistente ao glifosfato inserindo o gene da bactéria, resistente ao herbicida no DNA d a planta da soja. Criou-se assim um OGM (Organismo Geneticamente Modificado), transferindo uma dada informação do plasmídeo de uma bactéria e com a ajuda de uma pistola de genes, insere-se o gene na cadeia helicoidal da planta. Serão os OGM uma solução em relação à poluição e à saúde? Haverá novos problemas restritos dos OGM? Problemas que não havia na agricultura tradicional e embora os OGM tenham ultrapassado uns problemas outros se levantaram?


Fonte: Scientific American

Bookmark and Share

1 comentários:

Fada do bosque disse...

Bem, parece-m que vão levantar outros problemas, sim... o dos insectos e polinização

28/04/2009

O Frágil Tripé da Agricultura Tradicional

Para que a lavoura tenha o máximo sucesso, deve ser protegida das pragas por meio de insecticidas e das “ervas daninhas” por meio de herbicidas. Máquinas, sustâncias químicas e sementes seleccionadas geraram, a partir dos anos 50, colheitas cada vez maiores, mas este tripé é frágil: as máquinas pesadas compactam o solo, não deixando a água infiltrar e também prejudicam a evolução do sistema radicular das plantas; criaturas como vírus, bactérias, fungos, insectos e plantas “aprendem” a conviver com agroquímicos, exigindo, deste modo, o lançamento de novos produtos pela indústria, o que forma um círculo vicioso. Os agroquímicos contêm gases de efeito estufa e o maior numero de utilizações destes agroprodutos produz maiores concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera.

O perigo dos agroquímicos não é só o lançamento de gases de efeito estufa, também é a saúde das pessoas e animais. Um praguicida – o DDT –chegou ¬a provocar cancro, efeitos teratogénicos e tóxicos a muitas pessoas e animais além de também poluir cursos de água e o solo, embora tenha sido usado com êxito contra os vectores da malária e encefalite em algumas áreas do Hemisfério Sul. O DDT e outros pesticidas organoclorados foram já banidos.

O glifosfato, um herbicida de baixa toxicidade, mata uma grande variedade de plantas com um impacto ambiental reduzido. Uma das variedades é a soja. Para impedir que a soja fosse danificada, pesquisadores criaram por engenharia genética uma variedade resistente ao glifosfato inserindo o gene da bactéria, resistente ao herbicida no DNA d a planta da soja. Criou-se assim um OGM (Organismo Geneticamente Modificado), transferindo uma dada informação do plasmídeo de uma bactéria e com a ajuda de uma pistola de genes, insere-se o gene na cadeia helicoidal da planta. Serão os OGM uma solução em relação à poluição e à saúde? Haverá novos problemas restritos dos OGM? Problemas que não havia na agricultura tradicional e embora os OGM tenham ultrapassado uns problemas outros se levantaram?


Fonte: Scientific American

1 comentários:

Fada do bosque disse...

Bem, parece-m que vão levantar outros problemas, sim... o dos insectos e polinização

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin