RSS
email

De facto...


Bookmark and Share

9 comentários:

Marcos Sabino disse...

De facto...

o método "científico" é mais de ter uma lista das "conclusões a evitar".

Dário Cardina Codinha disse...

Sim... de facto é o que se pode ver. "Epah, não quero usar que as empresas farmacêuticas ganhem dinheiro, então as bactérias, na minha caixa de Pettri, morrem porque pecaram."

Como se pode ler: "Estes são os dados. Que CONCLUSÕES PODEMOS TIRAR DELES?" Que conclusões se tiram dos dados que se apresentam.

O método científico não presta pois não? Estranho como temos e sabemos tudo o que temos e tudo o que sabemos, não é? Podes criar tu o melhor modelo do mundo?

Marcos Sabino disse...

O método científico presta mas tem limites, naturalmente. O método científico não é o metodo para conhecer TODA a verdade. Há muitas verdades que não podem ser alcançadas ou discutidas pelo método científico.

No que toca às origens, o metodo cientifico começa logo enviezado. Determina os caminhos a seguir, mesmo antes de iniciar a jornada. Mais correcto é dizer "metodo naturalista"

Dário Cardina Codinha disse...

É verdade que o método científico tem limites, a limitação tecnológica para afirmar ou refutar uma teoria. Mas isso é um problema que se pode resolver a médio/longo prazo, à medida que a tecnologia alcançar as energias necessárias para responder às questões.

O que queres dizer com "Determina os caminhos a seguir, mesmo antes de iniciar a jornada. Mais correcto é dizer "metodo naturalista""??

Marcos Sabino disse...

Quero dizer que o metodo cientifico já exclui a possibilidade de criação divina a partida. É mais correcto dizer metodo naturalista porque é de facto o que isso é... a tentativa de descobrir as nossas origens através de processos puramente naturais.

A ciencia exclui a unica possibilidade valida a partida. Era como se eu te pedisse para dizeres como os computadores apareceram mas não te deixasse usar a explicação "o homem criou". A unica possibilidade valida já estava excluida a priori. O mesmo se passa com o metodo naturalista, que não é mais que o ateismo embutido na ciencia.

Dário Cardina Codinha disse...

Lê o post seguinte. Foi a pensar no que deverias saber sobre ciência e metafísica

Pedro Amaral Couto disse...

Olá, Dário Codinha. Obrigado pelo comentário às questões #1.

Li os comentários todos ao cartoon e o último do Marcos Sabino, das 14:28, despertou-me a atenção. No site Crónica da Ciência, o Marcos Sabino também respondeu a um artigo que usa o mesmo cartoon para ilustrar o texto. Segundo comentário do Sabino:
«Criação ex nihilo. A única conclusão possível está logo excluída a partida. Era como se eu te pedisse para explicares como os computadores apareceram e excluísse a hipótese de ter sido criada pelo homem. A única opção válida e lógica já estaria excluída a priori. É o que acontece com a ciência que trata das nossas origens. Já começa enviezada.»

Sam disse...

Pessoalmente, considero que a ciência que estuda as origens, é uma pseudo-ciência. As evidências e as "provas" de ambos os extremos (criacionismo, evolucionismo) podem vir através da métodos científicos, mas teremos sempre um pingo de interpretação pessoal e filosofia.

Davi disse...

De fato ninguem sabe qual é a nossa origem, o método cientifico tenta propor alguma teorias racionais. Enquanto o método religioso inventa algumas histórias para que nós acreditemos nelas.

10/02/2009

De facto...

9 comentários:

Marcos Sabino disse...

De facto...

o método "científico" é mais de ter uma lista das "conclusões a evitar".

Dário Cardina Codinha disse...

Sim... de facto é o que se pode ver. "Epah, não quero usar que as empresas farmacêuticas ganhem dinheiro, então as bactérias, na minha caixa de Pettri, morrem porque pecaram."

Como se pode ler: "Estes são os dados. Que CONCLUSÕES PODEMOS TIRAR DELES?" Que conclusões se tiram dos dados que se apresentam.

O método científico não presta pois não? Estranho como temos e sabemos tudo o que temos e tudo o que sabemos, não é? Podes criar tu o melhor modelo do mundo?

Marcos Sabino disse...

O método científico presta mas tem limites, naturalmente. O método científico não é o metodo para conhecer TODA a verdade. Há muitas verdades que não podem ser alcançadas ou discutidas pelo método científico.

No que toca às origens, o metodo cientifico começa logo enviezado. Determina os caminhos a seguir, mesmo antes de iniciar a jornada. Mais correcto é dizer "metodo naturalista"

Dário Cardina Codinha disse...

É verdade que o método científico tem limites, a limitação tecnológica para afirmar ou refutar uma teoria. Mas isso é um problema que se pode resolver a médio/longo prazo, à medida que a tecnologia alcançar as energias necessárias para responder às questões.

O que queres dizer com "Determina os caminhos a seguir, mesmo antes de iniciar a jornada. Mais correcto é dizer "metodo naturalista""??

Marcos Sabino disse...

Quero dizer que o metodo cientifico já exclui a possibilidade de criação divina a partida. É mais correcto dizer metodo naturalista porque é de facto o que isso é... a tentativa de descobrir as nossas origens através de processos puramente naturais.

A ciencia exclui a unica possibilidade valida a partida. Era como se eu te pedisse para dizeres como os computadores apareceram mas não te deixasse usar a explicação "o homem criou". A unica possibilidade valida já estava excluida a priori. O mesmo se passa com o metodo naturalista, que não é mais que o ateismo embutido na ciencia.

Dário Cardina Codinha disse...

Lê o post seguinte. Foi a pensar no que deverias saber sobre ciência e metafísica

Pedro Amaral Couto disse...

Olá, Dário Codinha. Obrigado pelo comentário às questões #1.

Li os comentários todos ao cartoon e o último do Marcos Sabino, das 14:28, despertou-me a atenção. No site Crónica da Ciência, o Marcos Sabino também respondeu a um artigo que usa o mesmo cartoon para ilustrar o texto. Segundo comentário do Sabino:
«Criação ex nihilo. A única conclusão possível está logo excluída a partida. Era como se eu te pedisse para explicares como os computadores apareceram e excluísse a hipótese de ter sido criada pelo homem. A única opção válida e lógica já estaria excluída a priori. É o que acontece com a ciência que trata das nossas origens. Já começa enviezada.»

Sam disse...

Pessoalmente, considero que a ciência que estuda as origens, é uma pseudo-ciência. As evidências e as "provas" de ambos os extremos (criacionismo, evolucionismo) podem vir através da métodos científicos, mas teremos sempre um pingo de interpretação pessoal e filosofia.

Davi disse...

De fato ninguem sabe qual é a nossa origem, o método cientifico tenta propor alguma teorias racionais. Enquanto o método religioso inventa algumas histórias para que nós acreditemos nelas.

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin