RSS
email

desde (quase) o início: Evolução biológica

Evolução biológica
As mais velhas rochas, na Gronelândia, com cerca de 3 mil e oitocentos milhões de anos (menos de mil milhões de anos depois da formação da Terra). O vulcanismo primitivo chegava ao fim. Os oceanos regurgitavam de moléculas complexas geradas durante o grande dilúvio. Neste terreno há microfósseis: algas azuis, capazes de realizar fotossíntese. Nesta alga não há núcleo, apenas uma massa gelatinosa fechada dentro de uma membrana. São estas células simples que se teriam associado para formar as complexas células dos seres vivos.
Os organismos pluricelulares mais antigos têm 700 milhões de anos e são as medusas
Há 600 milhões de anos eis as primeiras conchas e artrópodes, com um exoesqueleto.
Há 500 milhões de anos o esqueleto passa para o interior: começa o reino dos peixes. Há 300 milhões de anos eis a passagem para a terra, graças à camada de ozono criada pela respiração vegetal aquática: é o começo do período dos répteis e das aves.

"Um pouco mais de azul", Humberto Reeves

Bookmark and Share

2 comentários:

nate nine disse...

Então e o Início?

Dário Cardina Codinha disse...

Desde quase o início porque só se conhece o que realmente aconteceu a partir dos 10^-35 segundos(0.00000000000000000000000000000000001 segundos) após a explosão. A dificuldade actuial encontra-se no facto de haver um certo antagonismo entre a Relatividade Geral e a Mecânica Quântica, problema que está a ser muito investigado e será, concerteza, solucionado. os locais do Universo que continuam escondidos às leis da física são: o interior dos buracos negros e o Big Bang, são ambos homólogos, são pontos em que a gravidade é extrema, a temperatura é extrema e ã matéria não existe de modo convencional. Avanços importantes têm sido feitos nos últimos anos, nomeadamente na teoria das supercordas, que tenta unificar a relatividade geral com a mecânica quântica (unir o infinitamente grande ao infinitamente pequeno)
Acho uma proeza gigantesca chegarmo ao ponto em que podemos criar uma linha contínua entre os 10^-35 segundos APB até ao nosso momento.

14/09/2006

desde (quase) o início: Evolução biológica

Evolução biológica
As mais velhas rochas, na Gronelândia, com cerca de 3 mil e oitocentos milhões de anos (menos de mil milhões de anos depois da formação da Terra). O vulcanismo primitivo chegava ao fim. Os oceanos regurgitavam de moléculas complexas geradas durante o grande dilúvio. Neste terreno há microfósseis: algas azuis, capazes de realizar fotossíntese. Nesta alga não há núcleo, apenas uma massa gelatinosa fechada dentro de uma membrana. São estas células simples que se teriam associado para formar as complexas células dos seres vivos.
Os organismos pluricelulares mais antigos têm 700 milhões de anos e são as medusas
Há 600 milhões de anos eis as primeiras conchas e artrópodes, com um exoesqueleto.
Há 500 milhões de anos o esqueleto passa para o interior: começa o reino dos peixes. Há 300 milhões de anos eis a passagem para a terra, graças à camada de ozono criada pela respiração vegetal aquática: é o começo do período dos répteis e das aves.

"Um pouco mais de azul", Humberto Reeves

2 comentários:

nate nine disse...

Então e o Início?

Dário Cardina Codinha disse...

Desde quase o início porque só se conhece o que realmente aconteceu a partir dos 10^-35 segundos(0.00000000000000000000000000000000001 segundos) após a explosão. A dificuldade actuial encontra-se no facto de haver um certo antagonismo entre a Relatividade Geral e a Mecânica Quântica, problema que está a ser muito investigado e será, concerteza, solucionado. os locais do Universo que continuam escondidos às leis da física são: o interior dos buracos negros e o Big Bang, são ambos homólogos, são pontos em que a gravidade é extrema, a temperatura é extrema e ã matéria não existe de modo convencional. Avanços importantes têm sido feitos nos últimos anos, nomeadamente na teoria das supercordas, que tenta unificar a relatividade geral com a mecânica quântica (unir o infinitamente grande ao infinitamente pequeno)
Acho uma proeza gigantesca chegarmo ao ponto em que podemos criar uma linha contínua entre os 10^-35 segundos APB até ao nosso momento.

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin